Como a torcida do Vasco da Gama ajudou o clube em crise financeira

Rubens Melo - Redator - sites de apostas
por:
Rubens Melo
06/14/2023
Blog
Como a torcida do Vasco ajudou o clube durante crise financeira

Que o Clube de Regatas Vasco da Gama é um dos times com mais torcida no Brasil é fato. Até mesmo quem não é tão fã de futebol pode reconhecer uma camisa do clube. Além disso, o passado glorioso faz com que o clube tenha torcedores em todos os lugares do Brasil.

No entanto, mesmo sendo tetracampeão brasileiro, os últimos anos vêm sendo de muitas dificuldades. Ainda assim, o clube conta com uma torcida fiel, que está presente e apoiando, apesar do péssimo histórico que inclui quatro rebaixamentos no Brasileirão Série A.

Uma das provas da fidelidade do torcedor vascaíno é a campanha feita em 2013 - ano em que, inclusive, o Cruz-Maltino acabou sendo rebaixado pela 3ª vez em sua história.

Há dez anos atrás, a torcida do Vasco mostrou que o amor pelo clube vai além de qualquer dificuldade dentro de campo. Através do famoso site NetVasco - que conta com absolutamente tudo o que envolve o dia-a-dia do clube, alguns torcedores se mobilizaram diante de uma grave situação financeira vivida pelo clube, que envolvia dívidas com a receita e processos trabalhistas, e se mobilizaram para conseguir da melhor forma possível.

O poder da torcida vascaína: como os torcedores do Vasco da Gama tomaram nas suas próprias mãos o destino financeiro do clube

O ídolo do Vasco, Roberto Dinamite, estava prestes a se tornar o presidente do clube. Entre suas promessas, estava a de reorganizar financeiramente o clube e criar um programa de sócio-torcedor nesse intuito, para que o torcedor vascaíno pudesse ajudar o clube.

Estas dívidas atrapalhavam muito o dia-a-dia do Vasco, já que a justiça acaba por bloquear receitas, o que só contribuía com o aumento das pendências financeiras, além de dificultar novas contratações de atletas.

Porém, a demora devido a toda burocracia que envolve finanças de um clube de futebol profissional fizeram com que torcedores que frequentavam o NetVasco tomassem a iniciativa de ajudar o clube. Com isso, surgiu a campanha ”Dívida Zero”, na qual os torcedores planejaram começar por dívidas menores. 

O primeiro êxito na campanha

Torcedor apaixonado do Vasco da Gama, Giordano Mochel, que na época estava no último período da faculdade de Direito, conseguiu informações com um de seus professores na época e decidiu se juntar com outros vascaínos para quitar débitos da equipe, além de acompanhar a dívida total.

Com um modelo de pagamento definido, a campanha foi iniciada. Então 5 foristas emitiram e pagaram um DARFs de 30 e 20 reais em uma conta pequena, que totalizava o valor de R$6.397,00. Cinco dias após o pagamento ser efetuado, a dívida foi reduzida exatamente no valor arrecadado que foi pago. Ou seja, o planejamento por parte dos torcedores era totalmente possível!

A partir daí, a “ambição” por parte dos torcedores só cresceu, e teve início o projeto para expandir o projeto além do NetVasco, contando com a ajuda da imensa torcida do Vasco espalhada por todo o Brasil e também no exterior.

Expansão do movimento Dívida Zero

Cientes de que o Vasco da Gama conta torcedores apaixonados por todo o Brasil, os organizadores da campanha resolveram que poderiam conseguir ajuda de vários outros lugares, e não só de usuários do Fórum NetVasco.

Com isso, torcedores criaram um domínio e um site para arrecadar valores no intuito de conseguir quitar mais dívidas com a dívida com a receita. Em dez dias, R$75 mil reais em contribuições já tinham sido arrecadados. Na época, o débito Cruzmaltino era superior a R$52 milhões, incluindo ausência dos pagamentos de FGTS, imposto de renda e demais tributos com a União.

A adesão do projeto contou com vascaínos de todos os cantos do Brasil, com as mais diversas condições financeiras, já que era possível doar qualquer valor. Com isso, rapidamente a arrecadação cresceu e atingiu grandes números, ajudando a diretoria do clube, que também fez sua parte divulgando e contando também com a cobertura da mídia, tendo preocupações a menos principalmente para o setor financeiro do clube, que pode trabalhar com mais tranquilidades no projeto principal relatado por Roberto Dinamite, que era o de quitar as dívidas do Vasco da Gama em definitivo.

Um grande passo para o futuro Cruz-Maltino!

Ao todo, um montante de R$500 mil foi arrecadado por parte da torcida vascaína, dinheiro este que foi repassado para a quitação de dívidas junto à receita federal. Apesar do valor da dívida do Vasco na época ser muito mais alto, a mobilização por parte dos vascaínos iniciada pelo forista serviu para mostrar a força e união dos seus torcedores na busca por tirar o clube da péssima situação vivida.

Fazendo o uso do slogan “PELO VASCO, TUDO!”, os torcedores queriam ir ainda além, colocando como objetivo arrecadar R$2 milhões para o clube. A ideia, entretanto, acabou sendo vetada por parte de Roberto Dinamite, que temia perder o controle de projetos avulsos usando o nome do clube, apesar de agradecer a boa intenção dos torcedores e de dizer que o clube tinha planos para criar projetos que pudessem incluir seus torcedores. 

Não só os torcedores se engajaram nesta causa em prol de um melhor futuro para o Vasco, mas os jogadores, na época, abraçam a causa, posando para fotos usando a camisa do movimento “Dívida Zero” e dando todo o apoio possível junto à mídia, no intuito de popularizar o projeto e motivar ainda mais vascaínos para contribuir. 

No fim, o sentimento foi de dever cumprido por parte da torcida, mostrando que não importa a situação, eles estarão sempre juntos para apoiar o Clube de Regatas Vasco da Gama!

A ideia do vascaíno para quitação de dívidas

Um fato engraçado envolvendo a iniciativa da ideia por parte do na época estudante de direito, Giordano Mochel, foi o pontapé inicial para o projeto Dívida Zero.

Na universidade, Giordano pagava uma disciplina de Direito Tributário, e resolveu questionar o seu professor - que é botafoguense - não diretamente, mas usando uma analogia, tudo isso já pensando em uma forma de conseguir ajudar o Vasco da Gama junto com amigos.

Segundo o próprio Giordano, em entrevista concedida à ESPN na época, ele usou uma analogia de um bar, onde o dono falou a alguns clientes que teria que fechar as portas do estabelecimento caso não conseguisse arrecadar determinado valor. Com isso, os clientes quiseram se mobilizar e contribuir com um valor no intuito de quitar aquela dívida por conta própria.

O professor disse que, caso os clientes tivessem acesso ao número de referência da dívida, poderiam efetuar o pagamento por meio do CPNJ. E assim os amigos resolveram fazer, e perceberam que era possível arrecadar os valores junto à torcida para amenizar as dívidas do clube.

A torcida do Vasco sempre está pronta para ajudar a equipe

É fato que o torcedor vascaíno não abandona o time nem nos piores momentos e que o objetivo principal é conseguir novamente ver o Vasco forte. Por isso, a campanha “Dívida Zero” não é a única em que sua torcida colocou-se à disposição para contribuir financeiramente para sanar a conta do clube. Ao longo dos últimos anos, várias foram as intervenções buscando fortalecer a equipe, que como já foi dito anteriormente, passou por quatro rebaixamentos e ainda tenta impor novamente o que já obteve antes.

Recorde de adesão ao sócio-torcedor

Em uma disputa contra seu arquirrival, Flamengo, a torcida do Vasco se mobilizou em 2019 para fazer com que o Cruz-Maltino se tornasse uma das equipes com maior número de sócios-torcedores no continente.

Abrangendo todo o Brasil e até mesmo pessoas do exterior, o resultado de mais uma campanha vascaína foi o de nada menos que 180 mil adesões ao programa do clube, que serviu como uma resposta ao seu rival, que vivia uma das melhores temporadas de sua história.

É claro que planos muito em conta foram disponibilizados, mas ainda assim, a grande quantidade de sócios que o Vasco teve registrado ultrapassou seu arquirrival em um grande momento, mostrando que o torcedor vascaíno, de fato, está ao lado do clube, sempre apoiando.

No fim, obteve-se a aprovação da campanha #AssociaVasco, que viralizou entre os veículos de comunicação e tomou conta das redes sociais, rendeu ao Vasco um grande feito, colocando a equipe em um alto patamar de sócios em um intervalo de tempo impressionante antes nunca visto no futebol brasileiro.

VasPix

A pandemia afetou a todos no planeta e não foi diferente com a prática do esporte profissional que, obviamente,  precisou ser paralisada no objetivo e diminuir a proliferação do vírus da Covid-19.

O Vasco da Gama, claro, teve mais uma vez o auxílio de seus torcedores. Passando por um momento difícil e com poucos meios para arrecadação de dinheiro, já que o futebol profissional estava paralisado, mas ainda assim o clube precisava cumprir com seus compromissos com funcionários. 

Foi aí que, em 2021, torcedores descobriram uma chave pix que oficial pertencente ao departamento financeiro do clube. Com isso, a torcida teve mais uma campanha iniciada em sua história, dando um grande engajamento  nas redes sociais com a hashtag #Vaspix, que pedia doações ao clube em qualquer valor que fosse possível para os torcedores.

O resultado da campanha foi um imenso sucesso, que contou até mesmo com figuras populares torcedores do Vasco. Com isso, as contribuições por meio do modelo de pagamento mais popular do país rendeu aos cofres do Vasco da Gama um valor arrecadado que ultrapassou os R$400 mil.

A aplicação dessa quantia, de acordo com a assessoria de comunicação do clube, foi direcionada para várias vertentes como funcionários e categorias de base.

Novo CT de treinamento

Em mais uma situação na qual a torcida do Vasco novamente se mobilizou e se empenhou em prol do clube, citamos a campanha de "vaquinha online", criada pelo próprio clube com o objetivo de criar uma campanha para o novo CT de treinamento da equipe, que seria construído na Cidade de Deus, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. 

Ao todo, os torcedores vascaínos conseguiram arrecadar um montante que ultrapassava os R$5 milhões, juntando os valores conquistados com patrocinadores. A partir disso, a diretoria do Cruzmaltino colocou de pé a primeira etapa do projeto de planejamento para aquele local, que incluía a construção de dois campos, estrutura de vestiário, uma academia, departamento médico e mais setores que abrigam o departamento de futebol. 

Inclusive, no ano de 2015, o Vasco da Gama já havia feito uma campanha desse tipo, mas para executar uma grande reforma no ginásio de São Januário, estádio do clube.

Estátua para o ídolo Roberto Dinamite

O próprio Vasco da Gama lançou uma campanha com o objetivo de eternizar a presença do ídolo em São Januário. Mais uma vez, a torcida vascaína entrou em cena e contribuiu para que o objetivo pudesse ser concluído com isso. Foi então que no dia 29 de abril de 2022, Roberto Dinamite foi novamente  ovacionado pela torcida do Vasco no gramado de São Januário demonstrando sua gratidão pela homenagem.

Colégio Vasco da Gama

Outro grande momento marcado na história vascaína e que dá orgulho aos seus torcedores foi a ajuda dada em prol dos funcionários do Colégio Vasco da Gama nas situações mais críticas de salários atrasados, com doações de cestas básicas e até "vaquinhas online". Em 2020, ano de início da pandemia da Covid-19, um grupo de vascaínos se responsabilizou em organizar a campanha e cedeu os valores à diretoria, que aplicou na reforma da instituição de ensino.

A primeira campanha há quase um século

O primeiro time de futebol do Vasco da Gama foi feito no ano de 1915. Mas, o clube já contou com ajuda de torcedores apenas oito anos depois, em 1923, na qual o clube conquistou o título do Campeonato Carioca daquele ano, já contando com o apoio de fãs.

Patrocínio

O Vasco da Gama também faz parte da grande quantidade de clubes brasileiros que, recentemente, contam com patrocínios master por parte de sites de apostas. Em 2023, o Cruzmaltino renovou o maior patrocínio esportivo de sua história com a casa PixBet, que patrocina o clube desde o ano de 2021. O vínculo foi estendido até o final de 2024.

De acordo com o jornalista Venê Casagrande, o valor que será repassado por parte da casa de apostas ao clube durante todo o contrato de patrocínio é de R$22 milhões.

Outro parceiro popular do Vasco para a atual temporada foi a renovação com a Brahma, marca de cerveja que acompanha o clube desde 2010. Desta vez, o vínculo contratual terá o envolvimento do aplicativo Zé Delivery, especializado na distribuição e comércio de bebidas por meio de celulares, com ações que serão direcionadas para torcedores vascaínos que fizerem uso do app.

Casimiro Miguel - O influencer fanático pelo Vasco

Por vezes a internet produz fenômenos que se destacam no que fazem, ganhando a simpatia e adesão do público com facilidade e se tornando muito famosos e influenciadores.

Casimiro Miguel é um streamer que ganhou uma grande notoriedade fazendo lives onde reagia à vídeos envolvendo principalmente futebol, o que gerava alegria e risadas por parte de muitas pessoas.O streamer cresceu rapidamente em popularidade graças aos seus bordões e forma de agir com bom humor ao falar de futebol.

Um detalhe importante em que Casimiro sempre fez questão de deixar bem claro para todos é o seu time do coração: o Clube de Regatas Vasco da Gama. O nome do streamer, que desde 2021 vem tendo cada vez mais audiência,  até hoje rende muito engajamento a favor do CruzMaltino.

Como consequência do grande número de seguidores conquistados, Casimiro começou a ter grande relevância na mídia brasileira, inclusive obtendo, através de seus canais na Twitch e no Youtube, permissão para exibir partidas oficiais de nada menos que a Copa do Mundo do Catar, em 2022, assim como outros campeonatos importantes como Mundial de Clubes Fifa, alguns jogos do Brasileirão Série A e várias partidas do Campeonato Carioca, principalmente se tratando dos jogos do Vasco, seu querido clube do coração.

Casimiro e suas contribuições

Além de dar muito engajamento ao Vasco nas redes sociais, Casimiro também se mobiliza para causas populares. Neste ano de 2023, chuvas torrenciais causaram transtornos para moradores do Rio de Janeiro. Muitos perderam suas casas em enchentes e ficaram sem ter onde morar ou que comer.

Com o objetivo de dar ainda maior alcance à campanha em prol destas pessoas desabrigadas, o Vasco da Gama iniciou uma campanha para arrecadação de alimentos, onde Casimiro ajudou com um pix no valor de R$10 mil, como também usando de suas redes sociais para espalhar ainda mais a campanha e obter doação por parte de outras pessoas.

A chegada da SAF animou os vascaínos

No Brasil, muitos clubes passam por uma situação de dificuldades por conta de dívidas, o que atrapalha em muito o planejamento para temporadas. Com o Vasco não era diferente, e mesmo com a grande e inesgotável ajuda por parte de sua torcida, as dívidas só cresciam com o passar dos anos.

Foi aí que o Brasil e os brasileiros conheceram as Sociedades Anônimas do Futebol (SAF’s). Com a Lei 14.193/2021, a legislação estimula e permite que clubes de futebol migrem da associação civil sem fins lucrativos para a empresarial, permitindo a criação de “clubes-empresas”.

Ou seja, empresas que se interessarem podem assumir o controle das agremiações como também de seus meios de financiamento para a atividade do futebol.

Chegada da 777 Partners

Clubes grandes como Cruzeiro e Botafogo se tornaram SAF’s, assim como o Vasco da Gama, que em 2022 firmou uma parceria com a empresa 777 Partners, animando seus torcedores no geral, pois um aporte financeiro por parte da empresa seria diretamente injetado nos cofres do clube.

Com o contrato firmado entre as duas partes, no qual um aporte de R$120 milhões foi transferido para investimentos, a 777 Partners fica com 70% dos ativos financeiros, enquanto o clube fica com os 30% restantes.

O investimento prometido por parte da 777 Partners na SAF do Vasco da Gama é de R$700 milhões. Natural dos Estados Unidos, a empresa também está envolvida com vários clubes na Europa como o Sevilla, da Espanha; o Genoa, da Itália; o Standard de Liége, da Bélgica, dentre várias outras.

Situação atual do Vasco da Gama

Mesmo com toda a empolgação e esperança de dias melhores com a chegada da SAF, a torcida do Cruzmaltino segue sofrendo com os resultados da equipe dentro de campo.

Apesar de recém-promovido no Brasileirão Série A, a equipe segue sem conquistar títulos, e em 2023 tem apenas o Brasileirão Série A para disputar no segundo semestre, e isso passando por dificuldades na competição, já que venceu apenas um dos dez primeiros jogos disputados na competição.

O objetivo com a SAF e o retorno para a elite do futebol nacional era, claro, não só brigar por títulos, mas retornar para as disputas de competições internacionais. Entretanto, a campanha recente vem mostrando que o clube novamente corre risco de mais um rebaixamento.

Não bastasse a situação difícil, os torcedores vascaínos ainda estão vendo os três grandes rivais disputando competições internacionais como Libertadores e Copa Sul-Americana.

Outros clubes possuem capacidade de ter tanto apoio de sua torcida como o Vasco tem?

Bom, poucas equipes do futebol brasileiro possuem tanta torcida espalhada pelo Brasil quanto o Vasco da Gama. A maioria dos clubes concentram seus torcedores no estado ao qual pertencem. As exceções, além do Vasco, são equipes como Flamengo, Palmeiras, Corinthians e São Paulo, que contam com torcedores em todas as partes do Brasil, contando, inclusive, com registros de estatísticas de pesquisas do ramo.

Mesmo assim, há uma imensa quantidade de clubes que passam por dificuldades financeiras no país e tem na sua torcida a base para seguirem atuando de forma profissional e mantendo suas contas, mesmo que no aperto e na base do sacrifício.

Por que a torcida do Vasco é tão grande e espalhada por todo o Brasil? A história do Cruzmaltino com glórias no passado

Por se tratar de um clube centenário, o Vasco tem muita história e é um dos clubes mais tradicionais do futebol brasileiro. Além disso, o Cruzmaltino, que tem forte influência portuguesa, é popular por sua conquista e pelos vários craques que já vestiram a camisa do clube no passado.

Dentre suas maiores conquistas, pode-se destacar a Copa Libertadores da América de 1998 e a Copa Mercosul de 2000. Além disso, o Vasco obteve também quatro conquistas de Brasileirão Série A, uma Copa do Brasil e 24 Campeonatos Cariocas.

A forma bonita do clube jogar no passado é o que fez com que pessoas por todo o Brasil passassem a torcer para o Vasco, além dos diversos craques do futebol que saíram do Gigante da Colina para se destacar no futebol mundial.

São vários os exemplos de craques ídolos do clube, onde pode-se citar: Romário, Roberto Dinamite, Edmundo, Juninho Pernambucano, Pedrinho, Bebeto, Felipe, Ademir de Menezes, Helton, Carlos Germano, Philippe Coutinho, dentre vários outros atletas que atuaram com a camisa do Cruzmaltino.

Foi vestindo a camisa do Vasco da Gama, inclusive, que Romário, lendário atacante, marcou seu gol de número 1000. Na ocasião, o Baixinho cobrou um pênalti e converteu o milésimo gol durante a vitória por 3 a 1 diante do Sport em São Januário, em partida válida pelo Brasileirão Série A 2007.

Além disso, por anos o Vasco contou com a figura de Eurico Miranda, polêmico mandatário do futebol que marcou época e por muitos anos foi presidente do clube. Marcado por declarações bastante polêmicas durante entrevistas, Eurico Miranda foi, sem dúvidas, um dos marcos da história Cruzmaltina, principalmente por seus protestos, lembrando o clássico caso em que estampou na camisa do Vasco gratuitamente o logotipo do SBT, emissora de televisão aberta que, na época, era a principal concorrente da Rede Globo, principal detentora dos direitos de transmissão das competições de futebol.

Há esperanças de dias melhores para o Vasco da Gama?

Todas as campanhas feitas por parte dos torcedores do Vasco da Gama nos leva a uma conclusão: o clube é um gigante do futebol brasileiro e pode sim, voltar a disputar títulos novamente como fez em um passado recente. 

Com a adesão da SAF, há uma grande possibilidade de que a situação financeira do clube melhore com o passar dos anos, permitindo que os mandatários do Cruzmaltino consigam se planejar melhor no ato da montagem do elenco, dando as condições necessárias para que a equipe possa “voar mais alto” e buscar por títulos de expressão no cenário do futebol nacional como também continental.

Entretanto, levando em conta o século atual, são mais decepções do que títulos, inclusive contando com quatro rebaixamentos para a Série B, nas quais apenas um acesso veio com um título da segunda divisão do futebol brasileiro.

Mesmo assim, a torcida do Vasco, onde quer que o clube jogue, dá provas de que está presente e mostra sua grandeza para todo o Brasil, deixando o aviso de que, independente da situação em que o clube se encontra, a camisa do Cruzmaltino será sempre representada e eles estarão prontos para dar auxílio e sempre apoiar o Vasco, sempre na esperança de que dias melhores voltarão a pairar o ambiente do Estádio São Januário, na capital de todos os cariocas.

E aí galera, tudo certo? Me chamo Rubens Melo, conhecido também como Rubinho, e atuo e vários anos como jornalista esportivo, principalmente na área de redação. Me formei no curso de Jornalismo da Universidade Estadual da Paraíba e atuei em alguns veículos locais como rádios e clubes de futebol. Tive experiências no meu único clube do coração, o Treze Futebol Clube, e também no Grêmio Serrano, ambos como assessor de imprensa. Além disso, também fui setorista de rádio e escrevi em sites esportivos - a área na qual mais me sinto bem. 📧[email protected]